Vôo

A gente fala tanto de liberdade, e se limita o tempo inteiro.
Para tirar os pés do chão, basta um impulso. Voe!

image-title-here

Três Pontas (MG)
Brasil




Praça do Centenário

Em poucos segundos o canto dos pássaros formam uma canção... como não? Esse lugar respira música, orvalha cultura, revive bons momentos... quem já passou por aqui sabe... é cheiro de nostalgia e sentimento de coisa boa!

image-title-here

Praça do Centenário
Três Pontas (MG)
Brasil




Menininha boliviana...

Era janeiro de 2010, em uma viagem de mochilão e 3 amigos...

Depois de navegar por 2 horas debaixo de sol e sob a água gelada do Lago Titicaca, chegamos à esperada Isla del Sol. Decidimos não pegar a rota convencional e nos aventuramos pelo desconhecido local, árido e desértico. Apenas alguns casebres pelo caminho, abandonados, inóspitos. O silêncio era ensurdecedor e a vista de encher os olhos.

Apesar do sol e o céu bastante claro, o relógio marcava oito horas da noite. Ainda andávamos à procura de um local habitado e seguro que pudéssemos passar a noite... eis que a avisto, ao lado de mais um casebre que outrora pensava não haver moradores, uma garotinha bem agasalhada, com seus cabelos lisos que dançavam as notas do sopro do vento gelado. Bem agasalhada, segurava em uma de suas mãos um pirulito e com a outra, ajeitou seu cabelo bem devagar e ergueu-se em minha direção, dizendo bem baixinho, quase sussurrando, com uma voz suave e ingênua: Una plata! Queria apenas uma moeda, para não sei onde, imagino eu, pudesse amanhã, ao nascer de um novo dia, comprar mais um doce pirulito.

image-title-here

Isla del Sol / Lago Titicaca
Bolívia